Casos de violência no Rio: Rafael Borges Ferreira e Lindomar Viana da Silva (Acari)

No dia 26 de dezembro de 2005, 16 horas, os jovens Rafael Borges Ferreira, 16 anos, e Lindomar Viana da Silva, 20 anos, voltavam na moto deste último de Irajá. Na entrada da favela de Acari, na Rua do Viaduto, sob o Viaduto de Coelho Neto foram interpelados por dois policiais militares, soldado Flávio Henrique Ferreira da Silva e cabo Flávio Pinheiro que saíram de uma viatura e ordenarem que parassem.

Ao parar a moto os dois jovens foram alvejados e mortos pela bala de um só tiro de fuzil, que atravessou a nuca de Rafael, que estava na garupa, e ao mesmo tempo a cabeça de Lindomar. Já caídos e mortos os jovens tiveram seus pertences revistados por um dos policiais que procurava armas, drogas, mas nada encontrou.

O duplo assassinato foi presenciado por dezenas de pessoas, mas só uma se apresentou e na 39ª DP testemunhou que, não só os rapazes foram executados a sangue frio, como os policiais tentaram “plantar” nos cadáveres dos rapazes dois revólveres 38. Leia o caso inteiro clicando no título.

Um comentário:

nezo matias disse...

A confiança de ter uma pena se ouver é que leva tais cometerem esse tipo de barbaridade. Penas bem severas faz as pessoas pensarem duas vezes antes de cometer tais atos.